www.ONDAVERDEONG.org.br

Voc√™ est√° em: HOME / CONHE√áA / A√á√ēES

A√á√ēES

ENCONTROS COM TORRES - SEGUNDA EDIÇÃO

< Voltar
25-08-2023

Com a preocupa√ß√£o de oferecer √† comunidade a oportunidade de refletir sobre a situa√ß√£o dos ecossistemas de Torres, a Associa√ß√£o Ambientalista Onda Verde lan√ßou este ano uma programa√ß√£o denominada ‚ÄúEncontros com Torres‚ÄĚ. O eixo escolhido para este primeiro ciclo de encontros √© a √°gua, tendo como tema, os corpos d‚Äô√°gua do munic√≠pio.

O segundo encontro do ciclo, cujo tema foi o Riacho, que liga a Lagoa do Violão ao rio Mampituba, aconteceu no final de julho no Clube Capesca, com uma reunião aberta à comunidade. Dias depois, foi realizado um passeio de reconhecimento das margens do riacho, que liga a Lagoa do Violão ao rio Mampituba.

√Č uma preocupa√ß√£o da Onda Verde, que este corpo d‚Äô√°gua n√£o seja mais visto como um ‚Äúval√£o‚ÄĚ, ou seja, um mero lugar de despejo de esgoto e res√≠duos, pois ele sempre desempenhou um importante papel de sangradouro dos banhados e da Lagoa do Viol√£o. No entanto, para propiciar o crescimento da cidade, na d√©cada de 1960 o sangradouro foi retificado, ganhando ent√£o o apelido de ‚Äúval√£o‚ÄĚ. Esta designa√ß√£o acabou por se consolidar, demonstrando um entendimento equivocado dos servi√ßos ecol√≥gicos do riacho. Em virtude disso, com o tempo, a polui√ß√£o cloacal caseira e os descartes, se tornaram frequentes, gerando uma esp√©cie de zona morta, para a qual a cidade n√£o dirige mais seu olhar.

O passeio organizado pela Onda Verde abrangeu o √ļnico trecho do riacho que ainda n√£o foi compactado, que √© a √°rea onde o mesmo des√°gua no Mampituba. Ali, a despeito da √°gua contaminada pelo esgoto caseiro e dos descartes de lixo, √© f√°cil deduzir que com um pouco de bons cuidados, Torres poderia dispor ali, de uma √°rea de visita√ß√£o muito apraz√≠vel. Neste trecho, o riacho ainda guarda as caracter√≠sticas do seu tra√ßado original, representando muito bem a fisionomia da regi√£o em sua intera√ß√£o com o rio Mampituba.

Grandes árvores ladeiam o riacho, oferecendo uma imagem agradável, que não deveria ser desprezada. Junte-se a isso a fauna que ainda se apresenta na área, como por exemplo aves como socós, garças e outras, e as muitas capivaras, que já se tornaram uma atração especial, pois nos dias de sol aparecem em grupos para descansar nas margens. Além disso, a vitalidade do riacho como corredor ecológico para tartarugas, mamíferos e outras espécies relevantes, deveria ser seriamente considerada, lembrando que a presença da fauna da região, é um importante fator de atração turística, representando uma concreta possibilidade de amenização do ambiente urbano.

Durante este segundo encontro, foi levantado um assunto que motivou uma certa preocupação, que é a notícia de um projeto para retenção das margens finais do riacho. Pouco se conhece deste projeto e a preocupação da Onda Verde, é que o mesmo venha a representar uma desfiguração das características originais da paisagem, ainda presentes.

Os Encontros com Torres ter√£o sequ√™ncia em setembro, quando o tema ser√° o rio Mampituba, observando-se a mesma din√Ęmica, de um reuni√£o inicial no Clube Capesca, seguida de um passeio com a comunidade interessada.



Av. General Os√≥rio, 158 - Centro - Torres/RS   ( junto a sede da Ecotorres )
Visite a Air Tecnologia